Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas






Os canais de Aveiro são trilhos de água para os moliceiros, barcos típicos da região resgatados à faina tradicional. Tendo oportunidade esta é, sem dúvida, uma das melhores maneiras de olhar a cidade.

O moliceiro tem a elegância das gôndolas venezianas e a sua forma de meia-lua colorida, mas o rosto é outro: distingue-se pela simplicidade dos desenhos que o decoram, pelos 15 metros de comprimento e pela sua utilidade original. 
Usada para a apanha do moliço – sedimento de algas da ria que servia para adubar as terras – de vela de "barriga cheia" ou com o barqueiro "empurrando" o barco com uma vara que "quase toca o chão", o moliceiro entrou em desuso com a introdução dos adubos químicos na agricultura.

O turismo acordou-o para uma nova vida, a dos passeios com vários formatos e duração e sempre com a história da cidade presente.
Quase todos iniciam viagem do Canal Central, prosseguem para o Canal das Pirâmides que rodeia a Beira-mar – a zona mais antiga da cidade, a dar para as salinas – e acabam no Canal do Côjo, com passagem pelo Centro de Congressos, antiga Fábrica de Cerâmica Campos e memória da importante zona de olarias e cerâmicas de Aveiro (produtora dos famosos painéis de azulejos da Estação de Caminhos de Ferro e da Igreja da Misericórdia, por exemplo).
No verão, os montes de sal secam ao sol, as Festas da Ria engrandecem os canais e recebem a tradicional Regata dos Moliceiros entre a Praia da Torreira e Aveiro, um espetáculo inigualável.

Para algo completamente diferente mas não menos atrativo, pode passear pelas zonas de interesse que não são vistas dos canais, numa máquina “pedaladora” (espécie de riquexó em versão bicicleta) da Bik&Vento. As visitas ecológicas têm direito a ciclista e aplicação para telemóvel com a história dos pontos a visitar (início no Rossio e grande oportunidade para ver a Igreja de São Gonçalinho, santo da devoção particular dos aveirenses que durante as festas, três dias em janeiro, atiram cavacas – bolos duros – do cimo da capela para os muitos populares que tentam apanhá-las em baixo).
Se quiser pedalar por si, a cidade oferece as BUGA, ou bicicleta de utilização gratuita de Aveiro, disponíveis em vários locais centrais.

Onda Colossal
www.facebook.com/onda.colossal

EcoRia
www.ecoria.pt

Viva a Ria
www.vivaaria.com

Sensações
www.sensacoes.pt

Douro Acima
www.memoriasdaria.pt

Bik&Vento
www.facebook.com/bikevento

BUGA
www.moveaveiro.pt

São Gonçalinho
www.paroquiaveracruz.com/IgrejasCapelas/SGoncalinho.htm


Imagem: Bik&Vento

 

Moliceiros e Bicicletas

Aveiro
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria