Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas






Quando em Março arrulha a perdiz, ano feliz.

Em Março, cada dia chove um pedaço.

Janeiro geoso, Fevereiro nevado, Março frio e ventoso, Abril chuvoso e Maio pardo, fazem o ano abundoso.

Em Março, tanto durmo como faço.

Entre Março e Abril o cuco há-de vir.

Inverno de Março e seca de Abril, deixam o lavrador a pedir.

Lua cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada.

Março pardo e venturoso traz o ano formoso.

Março, marçagão, manhã de Inverno, tarde de rainha, noite corta que nem foicinha.

Vento de Março e chuva de Abril, vinho a florir.

Vinho que nasce em Maio, é para o gaio; se nasce em Abril, vai ao funil; se nasce em Março, fica no regaço.

O enxame de Março mete-o regaço.

Páscoa em Março, ou fome ou mortaço.

Poda em Março, vindima no regaço.

Podar em Março é ser madraço.

Quando Março sai ventoso, sai Abril chuvoso.

Quem não poda em Março, vindima no regaço.



Foto por N coisas nossas no Parque de Vilar (Vila da Senhora Aparecida - Lousada)

2014-02-28
Atualizao a 2015-03-04

Provérbios: Março

N'ideias
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria