Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas






As favas, Maio as dá, Maio as leva.
Chovam trinta Maios e não chova em Junho.
Em Maio, cerejas ao borralho.
Fiandeira não ficaste, pois em Maio não fiaste.
Guarda o melhor saio para Maio.
Maio couveiro não é vinhateiro.
O Maio me molha, o Maio me enxuga.
Maio frio e Junho quente: bom pão, vinho valente.
Maio hortelão, muita palha e pouco grão.
Maio pardo e ventoso faz o ano formoso.
Maio que seja de gota e não de mosca.
Maio não dá capote ao marinheiro.
Quando Maio chegar, quem não arou tem de arar.
Quem em Abril não varre a eira e em Maio não rega a leira, anda todo o ano em canseira.
Quem em Maio não merenda, aos finados se encomenda.
Quem em Maio relva, não tem pão nem erva.
Abril chuvoso, Maio ventoso e Junho amoroso, fazem um ano formoso.
Tantos dias de geada terá Maio, quantos de nevoeiro teve Fevereiro.
Uma água de Maio e três de Abril valem por mil.
Maio pequenino, de flores enfeitadinho.
Maio é o mês em que canta o cuco.
A boa (melhor) cepa, Maio a deita.

Provérbios

Maio pequenino, de flores enfeitadinho.
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria