Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas






A 31 de outubro, nem o fio transmontano assusta as bruxas que andam à solta em Cidões, Vinhais. Os habitantes da aldeia não são muitos (cerca de 20), mas serão eles os guardiões de uma "poção mágica" herdada de antigos druidas celtas, com ingredientes únicos capazes exorcizar todos os males.

Quem na noite de 31 de outubro para 1 de novembro "da cabra comer e ao canhoto (tronco de madeira) se aquecer, um ano de sorte vai ter", assegura a tradição desta aldeia de Vinhais, que atrai um milhar de pessoas todos os anos para a chamada noite das bruxas.
No cenário da "Festa da Cabra e do Canhoto" não existem abóboras, longos chapéus, verrugas e vassouras. Existe sim uma grande fogueira acesa com seis toneladas de "canhotos" previamente "roubados" das terras agrícolas das redondezas.
Na mesma fogueira serão preparadas, em potes de ferro, quatro cabras "machorras" (inférteis) para alimentar os comensais, que poderão também desfrutar do sabor da castanha assada colhida nos soutos da região, tudo bem regado com fartura de vinho e jeropiga.

Manda a tradição que os presentes deem três voltas à fogueira. O auge da noite é a chegada de um carro com as "tarraxas" bem apertadas para "cantar" (chiar) bem alto, carregando um diabo ou bode - representante do mal - com cinco metros de altura que acabará queimado. Ao queimarem o bode e ao comer a cabra os aldeões verão algumas figuras que os tenham atormentado.

Este é o mais genuíno legado dos festejos do início do ano novo Celta que, segundo alguns historiadores, deu origem aos "Halloween" exportados dos Estados Unidos da América para o mundo.
Segundo Luís Canotilho, professor da Escola Superior de Educação de Bragança e estudioso das tradições transmontanas, o que se comemora nesta noite na aldeia transmontana é em Portugal um caso único, encontrando-se este ritual em mais três ou quatro aldeias da Galiza.

A iniciativa tem reunido os habitantes da aldeia e aqueles que ali têm origens e já motivou a criação da Associação Raízes da Aldeia de Cidões.
Além dos que têm alguma ligação à terra, são também muitos os visitantes que chegam dos quatro cantos do país para partilharem esta noite fora do comum.
E para que tradição não termine, os organizadores decidiram aliar a modernidade ao ritual, de forma a chamar gente jovem. Os vários momentos da noite serão recriados com representações teatrais e a animação prolonga-se com um concerto de música Celta. O ritual completa-se com o "virar da aldeia às avessas", que deixa as ruas intransitáveis no dia seguinte, com tudo revirado e fora do lugar, desde alfaias agrícolas a vasos de flores.

Programação aqui

Festa da Cabra e do Canhoto

Vinhais
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria