Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas






Nesta altura do ano os veados governam a Serra da Lousã. É a altura ideal para subir e descer os montes, à procura destes animais pacatos e delicados, percorrer trilhos, criados pelos próprios, e desvendar os segredos da serra. Por lá vive-se a "brama", época singular (que decorre nos meses de setembro e outubro), em que os veados entoam sons de "sedução" e acasalamento.

As zonas de montanha da Lousã sempre foram território de veados, mas, com a ocupação humana, eles, sem espaço, foram-se extinguindo. Foi então que, entre 1995 e 1999, as autoridades tomaram precauções e ali reintroduziram cerca de 100 veados. Eles adaptaram-se tão bem que, atualmente, estima-se que sejam mais de 800 os veados que habitam a região.

Nos próximos dias 22, 23 e 29 de setembro, o místico ritual de acasalamento dos veados na Serra da Lousã é o ponto de partida para observação da natureza, caminhadas tranquilas e caça fotográfica. Vai-se no encalce de hábitos e passagem dos veados, numa estação em que os machos, para conquistar as fêmeas e afastar os rivais, bramam e tornam-se menos tímidos, sendo por isso mais fácil a sua observação. A brama é, de facto, uma época especial, com um certo poder encantatório, porque se ouve o tal som possante que ecoa por toda a serra e se vê estes bichos esguios, vigorosos, prontos para o duelo.

A Rota dos Veados, organizada pela Trans Serrano é um percurso que se realiza na zona alta da Serra da Lousã, percorrendo zonas florestais e de extensos matos de urze e carqueja, habitat preferencial do veado. Ao longo de todo o trajeto os olhos procuram vestígios do maior mamífero da serra - de alimentação, marcações nas árvores, trilhos, pegadas, entre outros. Neste programa é feito um enquadramento inicial e acompanhamento. Para além da observação direta, recorre-se ainda aos binóculos para observar os animais mais distantes ou visualizar pormenores e comportamentos.

Há duas espécies diferentes de veados, o gamo e o corço, mas para quem se aventura na alma da serra, é indiferente ver um ou outro, o importante é vê-los. Essa é a grande recompensa, o maior sinal de triunfo, que nos acompanha para casa, depois de um fim-de-semana, distinto, a galgar encostas e vales.

Foto © David Coleman

2012-09-21


Sugestão de fim-de-semana

No trilho dos veados
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria