Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas / Etc e Tal

Etc e Tal


2012-07-31

Turistas gastam cada vez mais dinheiro no Norte

Os turistas gastam cada vez mais dinheiro nas suas visitas ao Norte. Em média, cada visitante gasta 500 euros por dia, revelou Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal.


No segundo trimestre de 2012, o gasto médio do turista que aterra no aeroporto Francisco Sá Carneiro e visita o Porto e Norte de Portugal «aumentou 30%» em relação ao mesmo período de 2011 e «anda na ordem dos 580 euros» por estada, que ronda os «1,9 dias», disse Melchior Moreira.

«Este consumo repercute-se claramente na economia local», disse o dirigente, que também sublinhou o «incremento» de 11 por cento na procura dos «hostels» para a pernoita, embora as preferências continuam a ser os hotéis.

Quanto aos gastos médios dos turistas, assinalou o «aumento de 139 euros comparativamente a 2011», um valor relevante «para um destino extremamente apetecível e que está em crescimento».

«Num dia gastam 500 euros, curiosamente», sublinhou Melchior Moreira, para quem continua a luta pela segunda noite de estada dos turistas na zona Porto e Norte de Portugal.

Também hoje foi anunciado que os barcos-hotel do Douro assistiram, no primeiro semestre do ano, a um crescimento de 8,7 por cento no número de clientes, sendo que este mercado «tem uma expressão enorme do ponto de vista turístico, porque representa mais de 60 por cento do volume de negócios do Douro», referiu Joaquim Gonçalves, do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos.

Joaquim Gonçalves explicou a subida com a «entrada de turistas que estavam ausentes do Douro», nomeadamente os oriundos da Alemanha, que «começaram por ter uma representação em 2010 de seis por cento», que duplicou em 2011, atingindo os 19,5 por cento na primeira amostra do ano.

O responsável salientou ainda a «presença interessante» de turistas norte-americanos (15 por cento) e o «crescimento de pequenos mercados do norte da Europa», como a Dinamarca (mais de cinco por cento), que apresenta uma quota superior à de Espanha, que «nem chega a cinco por cento».

Para o presidente do IPTM, o «fenómeno low-cost» no transporte aéreo foi a «grande ferramenta de transporte em massa para a região», considerando que a privatização da ANA - Aeroportos de Portugal deveria ser feita «por fases», começando pela parte comercial - retalho, publicidade e estacionamentos, para «proteger o destino no Porto e no Norte».

Estes dados foram revelados à margem da cerimónia de apresentação de uma emissão filatélica dedicada ao Douro pelos CTT - Correios de Portugal. Para Joaquim Gonçalves e Melchior Moreira, a nova coleção de selos será "importante para a promoção turística", podendo "levar o destino do Douro a todo o mundo".
portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria