Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas / Etc e Tal

Etc e Tal


2013-04-02

Exportações portuguesas de vinho batem recorde

As exportações portuguesas de vinho ultrapassaram no ano passado, pela primeira vez, os 700 milhões de euros. É já o resultado da estratégia dos grandes produtores para fugir à crise do mercado interno - aposta forte em mercados fora da Europa, como Canadá, EUA, Brasil, Angola, China e Rússia.

De acordo com dados do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), as vendas de vinho (incluindo os licorosos) para fora de Portugal somaram 704,8 milhões euros em 2012, mais 7,1% do que no ano anterior. Em volume, as exportações aumentaram 8,8%, totalizando 3,35 milhões de hectolitros.
As exportações estão a crescer há três anos consecutivos em todas as categorias, quer em volume, quer em valor, apesar da quebra dos preços (-1,5%). Isso acontece "muito graças ao investimento feito na promoção nos mercados fora da Europa, onde as exportações estão bastante fortes e a crescer", confirma ao DN/Dinheiro Vivo Frederico Falcão, presidente do IVV. Canadá, EUA, Brasil, Angola, China, Rússia, Suíça e ainda numa série de países como México, Moçambique ou Japão são muitos exemplos do sucesso dos vinhos portugueses.
E são também os três clusters prioritários de exportação da Adega de Borba. "O primeiro é o Brasil e Angola, onde Portugal tem maior quota de mercado de vinhos e onde existe uma maior oportunidade", explica Manuel Rocha, CEO da adega, que produz o vinho Montes Claros. No cluster do Reino Unido, Alemanha e EUA, as dificuldades estão no mercado inglês e alemão. "As cadeias de supermercados fazem muita pressão para obter preços baixos", ao passo que "os EUA, com um consumo per capita a crescer, é mais 'simpático', também por causa das comunidades portuguesas de imigrantes", destaca .

Fonte: Dinheiro Vivo

portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria