Travel, food and portuguese things. N'coisas nossas / Etc e Tal

Etc e Tal


2015-05-15

Vinho do Porto traz 34 "ouros" Do International Wine Challenge

Os vinhos portugueses obtiveram 60 medalhas de ouro no concurso International Wine Challenge. Os vinhos do Porto sobressaíram, com 34 medalhas de ouro conquistadas.

Para Portugal vieram 60 medalhas de ouro e dessas 34 foram ganhas pelos vinhos do Porto, que estiveram em destaque num concurso que pela primeira vez, em 32 edições, distinguiu também um néctar produzido em Taiwan.

Das 34 distinções para o generoso feito no norte de Portugal, 9 foram para a Sogevinus, através das marcas Barros, Burmester, Calém e Kopke.

O IWC considerou que este produtor português teve uma presença “fenomenal” na competição deste ano, até por ser “muito invulgar” uma empresa receber mais medalhas de ouro do que outras. Tal, acrescentou, demonstra a qualidade dos vinhos do Porto criados pela Sogevinus.

O Alentejo e a Madeira tiveram ambas 6 vinhos premiados, seguindo-se o Douro e o Dão, com 5 cada, os vinhos verdes (2) e, com uma medalha, um moscatel de Favaios (Douro) e outro de Setúbal.

Ao todo, Portugal obteve 617 medalhas no IWC 2015. Além das de ouro, conseguiu ainda 223 de prata e 334 de bronze.

O vinho Justino’s Madeira Boal 1934 destacou-se por ser o de mais idade premiado com ouro neste concurso, realça o IWC no comunicado enviado à imprensa.

“Estes resultados mostram que Portugal não é mais só um país de vinhos fortificados, mas que também produz vinhos não fortificados fantásticos. O vale do Douro e o Alentejo são duas regiões que fazem tintos tremendos e brancos cada vez melhores”, diz Charles Metcalfe, do júri.

O especialista refere ainda que a região dos vinhos verdes também está a produzir “excelentes vinhos brancos, com muito sabor e menos álcool – perfeitos para o verão”.

O concurso, considerado um dos mais prestigiados a nível internacional, teve 2 semanas de provas cegas em abril, em Londres, Inglaterra, e cada vinho presente na competição foi “degustado pelo menos 2 vezes” pelo júri. Foram premiados vinhos de 47 países, alguns deles sem grande tradição vinícola.

Pela primeira vez, um vinho feito em Taiwan, na Ásia Oriental, obteve uma medalha de ouro neste concurso, realçou a própria organização. Esse vinho é chama-se Moscato Oro Vino Fortificato.

A China, o Japão, a Índia, a Rússia e Israel figuram entre os países medalhados e o Cazaquistão, para organização, foi “uma das grandes surpresas da competição” porque obteve uma medalha de ouro e cinco de bronze.

O Peru conseguiu também a sua primeira medalha no IWC, ao conseguir uma de bronze para o vinho Selección Especial Alicante Bouschet 2014, o que para a organização é um exemplo de que “enólogos talentosos podem produzir excelentes vinhos” mesmo em climas muito quentes.

Notícia via Porto24 

portugal ZOOM
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria
Não existem banners nesta categoria